quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Basilossauro

Créditos: Walking With Beasts; BBC.
Nome: Basilossauro ("Rei Lagarto")
Época: Eoceno.
Local: América do Norte, África e Ásia.

 Basilossauro foi um gênero de cetáceos que habitaram os mares das antigas América do Norte, África e Ásia entre 40 e 35 milhões de anos atrás, durante o período Eoceno. Seus primeiros fósseis só foram descritos oficialmente no século XIX, quando o paleontólogo britânico Richard Owen foi apresentado a uma descoberta do anatomista americano Richard Harlan: um esqueleto fragmentado (consistindo na mandíbula, dentes, uma vértebra, úmero e costelas) que havia sido encontrado no sudeste dos Estados Unidos. Porém, esse não foi o primeiro fóssil desse animal a ser desenterrado. Por décadas os habitantes do sudeste dos EUA encontraram fósseis de basilossauros; mas como não sabiam do que se tratavam tais ossos, muitos desses fósseis acabaram sendo utilizados na fabricação de mobília e decorações para casas americanas.

 Originalmente, Harlan acreditava que os fósseis sob sua posse pertenceriam a um gigantesco réptil marinho carnívoro, como o mosassauro, e ele sugeriu que seu nome fosse Basilosaurus, que significa "Rei Lagarto". Porém, em 1839, quando Richard Owen estudou melhor os ossos apresentados pelo colega, o paleontólogo percebeu que os fósseis eram, na verdade, de um cetáceo extinto. Por isso, Owen sugeriu que seu nome fosse mudado para Zeuglodon, mas devido às regras taxonômicas o primeiro nome deve ser utilizado; e até hoje o animal é chamado de basilossauro. Foi um dos primeiros cetáceos extintos descobertos.



 Atualmente, apenas duas espécies de basilossauros são conhecidas. A B. cetoides habitou a região que corresponde aos Estados Unidos, com seus fósseis tendo sido encontrados nos estados do Mississipi, Alabama e Arkansas; sendo considerados nesses dois primeiros como "Fósseis Estaduais". O B. isis habitou o norte da África, com fósseis encontrados em Wadi El Hitan, região do Egito também chamada de "Vale das Baleias" devido à grande quantidade e bom estado dos fósseis de cetáceos ali encontrados. Em 2000, fósseis de B. Isis também foram encontrados na Formação Wadi Esh-Shallala, na Jordânia, país do oeste asiático.

 O basilossauro tinha um corpo comprido e cilíndrico, semelhante ao de uma enguia, que poderia medir entre 15 e 18 metros de comprimento; bem menos do que os 30 metros propostos por Richard Harlan. Ainda assim, era um animal enorme, pesando possivelmente entre 7 e 10 toneladas. 

 Era um predador ativo e seus dentes cônicos eram perfeitos para capturar presas escorregadias. Análises do conteúdo estomacal parecem mostrar que havia algumas diferenças no cardápio das duas espécies de basilossauros. O B. cetoides tinha uma alimentação exclusivamente baseada em peixes e tubarões, enquanto o B. isis parece também ter se alimentado de outros cetáceos menores, como o durodon. Análises da mandíbula do basilossauro mostra que sua mordida tinha uma força média de 3.600 libras por polegada quadrada, sendo bastante poderosa. 

 É provável que este animal vivesse e caçasse mais próximo da superfície, já que seu corpo talvez não se sustentasse sob a pressão das profundidades. Não se sabe se seria um predador solitário ou se viveria em pequenos grupos sociais como as baleias atuais.


Na cultura popular:

  • Nos videogames, o basilossauro aparece em Ark: Survival Evolved, Wildlife Park: Wild Creatures, Wildlife Park 2 e Jurassic Park Builder.
  • O basilossauro ficou famoso por parecer nas séries documentais Walking With Beasts, Walking With Dinosaurs: Sea Monsters e Andy's Prehistoric Adventure, todos produzidos pela BBC.


Galeria:

Um basilossauro nada em meio a um grupo de durodons, uma espécie menor de baleia. Sabemos que os durodons faziam parte do cardápio dos basilossauros, junto com peixes e tubarões (Créditos: Walking With Beasts; BBC).


O corpo do basilossauro era diferente do de outras baleias, sendo bem comprido e cilíndrico, como uma grande enguia. Ele poderia medir até 18 metros de comprimento e pesar entre 7 e 10 toneladas (Créditos: PaleoGuy; DeviantArt).



Classificação Científica:

Filo: Animalia.
Reino: Chordata.
Classe: Mammalia.
Ordem: Artiodactyla.
Infraordem: Cetacea.
Família:  Basilosauridae.
Subfamília:  Basilosaurinae.
Gênero:  Basilosaurus.
Espécies:  Basilosaurus cetoides (Owen, 1839),  B. isis (Andrews, 1904).




Fontes:
1. Wikipédia
2. Prehistoric Wildlife
3. ThoughCo: 10 Facts About Basilosaurus, the King Lizard Whale
4. "Priabonian Basilosaurus isis (Cetacea) from the Wadi Esh-Shallala Formation: First marine mammal from the Eocene of Jordan".
5. Documentário Walking With Beasts; BBC

Nenhum comentário:

Postar um comentário