terça-feira, 22 de maio de 2018

Altirhinus

Dois machos de altirhinus disputam pelo comando do bando, enquanto fêmeas se alimentam, alheias ao combate. Ao fundo, deitado em uma rocha, um prodeinodon, um terópode carnossauro, observa o bando (Créditos : Sergey Krasovskiy). 
Nome: Altirhinus ("Focinho Alto").
Época: Cretáceo.
Local: Ásia.

 O altirhinus foi um gênero de dinossauro ornitópode da família dos iguanodontídeos. Ele viveu durante o período cretáceo, entre 125 e 100 milhões de anos atrás, na Mongólia. Todos os fósseis conhecidos de altirhinus foram descobertos em 1981 na Formação Khukhtek, na Província de Dornogovi, Mongólia. Tais fósseis foram recuperados por uma expedição conjunta de paleontólogos soviéticos e mongóis, que identificaram os fósseis de pelo menos 5 espécimes diferentes de altirhinus na mesma expedição.


 O primeiro espécime consistia em um crânio relativamente bem preservado, partes das mãos, pés, ombros e da pelve. O segundo esqueleto era formado por outro crânio fragmentado, costelas, vértebras fragmentadas e membros posteriores completos. O terceiro esqueleto era menor, presumivelmente de um animal mais jovem, composto por 34 vértebras da cauda e alguns ossos dos braços. Dois esqueletos ainda menores, e bastante fragmentados, foram descobertos em um local próximo, e provavelmente pertenciam a filhotes.

 Na época, foi considerado que o animal seria um Iguanodon orientalis, uma espécie descoberta em 1952. Porém, ficou determinado que o I. orientalis seria considerado um nomem dubium, pois, além de seus restos serem muito semelhantes ao do Iguanodon bernissartensis, não havia fósseis o suficiente para confirmar uma nova espécie, o que invalidou a existência do I. orientalis. Por isso, um novo nome teria que ser escolhido para os restos escavados na Mongólia. Essa missão ficou nas mãos do paleontólogo britânico David B. Norman que, em 1998, nomeou o animal como Altirhinus kurzanovi. Altirhinus significa "Focinho Alto", em referência ao focinho protuberante do animal. Kurzanovi é uma homenagem ao influente paleontólogo russo Sergei Kurzanov, que descobriu os fósseis em 1981. 

 O altirhinus era herbívoro e provavelmente vivia em grandes bandos. Enquanto caminhava, corria e lutava o altirhinus adotava uma postura bípede, já que essa postura o deixava mais rápido e ágil, além de permitir que ele utilizasse os esporões de seus polegares. Quando se alimentava das plantas rasteiras, porém, ele era capaz de se locomover de forma quadrúpede. Esse dinossauro poderia medir entre 6,5 e 8 metros de comprimento, pouco mais de 2 metros de altura (quando sobre as 4 patas) e pesar mais de 1 tonelada.

 Assim como outros iguanodontídeos, os dedões nas patas dianteiras do altirhinus eram dotados de esporões ósseos, que poderiam tanto serem usados como arma, contra rivais e predadores, como também para agarrar a vegetação mais alta e leva-la até a boca.

 Seu crânio de 76 centímetros de comprimento carregava sua característica mais marcante: seu arco nasal. Muitas funcionalidades já foram propostas para essas narinas aumentadas. Talvez elas fossem extremamente irrigadas por vasos sanguíneos e tivessem sido usadas para regular a temperatura corporal, ou poderiam ter armazenado gordura e água para épocas de seca, como as corcovas dos camelos atuais. Porém, a teoria mais aceita é que suas narinas funcionavam como uma câmara de ressonância, para facilitar a comunicação entre sua própria espécie. Ainda não se sabe se essa característica seria geral, para a espécie toda, ou se seria exclusiva dos machos, já que apenas dois crânios são conhecidos.


Na Cultura Popular:

  • O altirhinus aparece no anime Dinossauro Rei e em vários conteúdos derivados.
  • Apesar de serem oficialmente classificados como iguanodontes, acredita-se que os visuais dos personagens Kron e Bruton do filme Dinossauro (2000) sejam baseados no altirhinus.
  • O altirhinus aparece brevemente no episódio The Amazing Threehorn Girl, da série de TV animada de Em Busca do Vale Encantado.
  • Esse dinossauro também aparece no jogo Jurassic Park III: Park Builder.


Galeria:


Réplica do crânio de um altirhinus com seu característico arconasal (Créditos: Wikipedia).

Acredita-se que o arco nasal do altirhinus estruturava uma câmara de ressonância que poderia ser usada para a comunicação entre membros da mesma espécie (Créditos: Mark Stevenson).





















Tamanho do Altirhinus kurzanovi em comparação a um ser humano de 1,80 de altura. O altirhinus poderia medir entre 6,5 e 8 metros de comprimento, pouco mais de 2 metros de altura (quando sobre as 4 patas) e poderia pesar mais de 1 tonelada (Créditos: Prehistoric Wildlife).



















Classificação Científica:


Reino: Animalia.
Filo: Chordata.
Clado: Dinosauria.
Ordem:  Ornithischia.
Subordem:  Ornithopoda.
Gênero:  Altirhinus.
Espécies:  Altirhinus kurzanovi.




Fontes:
Wikipédia
Prehistoric Wildlife

Nenhum comentário:

Postar um comentário