terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Estiracossauro

Nome: Estiracossauro ("Lagarto Ouriço")
Nome Científico: Styracosaurus albertensis.
Época: Cretáceo.
Local: América do Norte.

 O estiracossauro foi um ceratopsiano que habitou a América do Norte durante o período cretáceo, há 75 milhões de anos atrás. Seus primeiros fósseis foram descobertos por Charles Mortram Sternberg no Parque Provincial dos Dinossauros em Alberta, no Canadá, em 1913, e o animal foi descrito e nomeado por Lawrence Lambe. Até hoje, acredita-se que tenham sido encontrados 100 fósseis de estiracossauro, tanto no Canadá quanto nos Estados Unidos.

 O estiracossauro não era um dos maiores ceratopsianos: tinha "apenas" 1,80 m de altura, 6 metros de comprimento e pesava em torno de 4 toneladas. Era herbívoro e se alimentava de plantas rasteiras, utilizando seu bico forte para arrancar as plantas do chão e moê-las com os dentes no fundo da boca. Acredita-se que ele também pudesse usar seu chifre nasal para derrubar a vegetação mais alta.

 Vivia em rebanhos, como pôde ser confirmado pela descoberta de fósseis de diversos indivíduos em um mesmo local, indicando que um grupo inteiro teria sido vítima de uma calamidade ao mesmo tempo. Provavelmente, eles marchavam juntos de um lugar para outro em busca de alimento. Quando sentiam-se ameaçados por um predador, os adultos do bando poderiam formar um círculo de proteção ao redor dos filhotes e dos mais velhos e doentes, até que o predador desistisse de sua caçada.

 Assim como seus parentes ceratopsianos, o estiracossauro possuía uma aparência bastante exótica. A começar pelo seu folho (ou coroa), de onde brotavam diversos espigões ósseos, o que lhes deu o nome de "lagarto ouriço". Não há um consenso sobre o número exato de espigões que um estiracossauro poderia ter, já que os diversos indivíduos encontrados tinham quantidades diferentes. O que sabemos, é que todos tinham entre 4 e 6 grandes espigões no topo do folho, que poderiam medir entre 50 e 57 centímetros, além de 2 pequenos chifres nas bochechas. Apesar de parecer ameaçador, o folho em si era muito frágil. Diferente da coroa do tricerátopo que era feita de osso sólido, a coroa do estiracossauro tinha dois grandes buracos, provavelmente para diminuir o peso da cabeça do animal. Isso fazia com que sua coroa fosse frágil para aguentar um combate contra um predador ou rivais da mesma espécie. Ainda assim, ela poderia intimidar seus atacantes, além de serem usadas pelos machos para impressionar fêmeas no cio. É provável que os estiracossauros pudessem bombear sangue para sua coroa, criando chamativos padrões coloridos.

 Sua segunda característica marcante era seu chifre nasal, que poderia atingir impressionantes 60 centímetros de comprimento. Além de ameaçador, esse chifre poderia sim ser usado para ferir mortalmente qualquer predador que ameaçasse um estiracossauro adulto. Ele também poderia ser usado de uma forma menos brutal para competições entre rivais da mesma espécie. Além do chifre, o estiracossauro poderia usar sua velocidade como defesa, já que estimativas sugerem que esse animal seria bem rápido para seu tamanho.



Na Cultura Popular:

  • O estiracossauro aparece em alguns filmes da série Em Busca do Vale Encantado. Ele também faz aparições em Dinossauro, da Disney, inclusive como um dos protagonistas: Eeama, a estiracossauro idosa interpretada por Della Reese.
  • Nos videogames, ele aparece em Jurassic Park: Operation Genesis, Zoo Tycoon 2: Extinct Animals, Turok 2: Seeds of Evil e Dino D Day.
  • No jogo de sobrevivência em primeira pessoa Ark: Survival Evolved é dito que os tricerátopos na ilha são, na verdade, híbridos entre tricerátopos e estiracossauros.
  • O estiracossauro também aparece no anime Dinossauro Rei, onde é um dinossauro do elemento raio.
  • No livro Jurassic Park, é dito que o estiracossauro foi um dos dinossauros criados para serem exibidos no parque. Ao total, existiam 18 indivíduos na Isla Nublar, mas 11 acabaram mortos durante o incidente no parque e os sobreviventes foram mortos pelo bombardeio de napalm do exército. Não houve registros desse animal na Isla Sorna.

Galeria:


O nome estiracossauro significa "lagarto ouriço",
devido ao seu chifre nasal e aos espigões que
brotavam de seu folho.






















O chifre nasal do estiracossauro poderia atingir até 60 cm de
comprimento e era uma arma mortal contra predadores. Esse
gorgossauro vai aprender isso da pior forma possível.















Os estiracossauros viviam em rebanhos para se protegerem 
melhor. Quando ameaçados, os adultos poderiam formar
um círculo de proteção ao redor dos filhotes, doentes e
membros mais velhos do bando.















Herbívoro, o estiracossauro usava seu forte bico para devorar 
as plantas rasteiras. Os dentes no fundo da boca terminavam o
trabalho.





















Classificação Científica:

Reino: Animalia.
Filo: Chordata.
Clado: Dinosauria.
Ordem:  Ornitischia.
Família:  Ceratopsidae.
Subfamília:  Centrosaurinae.
Clado:  Centrosaurini.
Gênero:  Styracosaurus.
Espécies:  Styracosaurus albertensis.





Fontes:


Nenhum comentário:

Postar um comentário