quarta-feira, 10 de maio de 2017

Nova espécie de dinossauro gigante é descoberta na China

Como deve ter sido a aparência do Beibeilong sinesis em vida
(imagem: Zhao Chuang).

 Um antigo fóssil de um bebê dinossauro, que até o momento não havia sido identificado, agora revela que um dinossauro gigante habitou o território da China em um passado muito distante.

 No final dos anos 1980 e início dos anos 1990, milhares de ovos de dinossauros foram escavados na província chinesa de Henan. Um desses exemplares, apelidado carinhosamente de "Baby Louie", foi vendido ilegalmente e contrabandeado para os Estados Unidos, onde foi exibido no Indianapolis Children's Museum e foi destaque da revista científica National Geographic. O fóssil consistia no esqueleto de um pequeno bebê dinossauro, que nem havia chegado a sair do ovo, e também em ovos fossilizados de 45 centímetros de comprimento.
 Apesar do museu sempre ter tido a intenção de devolver o fóssil para a China, seu retorno para o país de origem só aconteceu em 2013, quando o Baby Louie foi enviado para o Museu Geológico de Henan. Por questões legais, foi só quando retornou à China que um grupo de cientistas chineses e canadenses puderam iniciar as pesquisas com o fóssil.



"Baby Louie", o pequeno embrião de Beibeilong sinesis e os ovos
que foram encontrados com ele. (imagem: Zhao Chuang).

 A coautora do estudo, a paleontóloga canadense Darla Zelenitsky, disse a agência de notícias francesa AFP que o filhote pertencia a um dinossauro da família dos oviraptores e que os adultos deviam ser gigantes: tendo por volta de 8 metros de comprimento e pesando 3 toneladas!
 A nova espécie foi chamada de Beibeilong sinesis, que significa "Dragão bebê da China", e ela habitou o território chinês há  cerca de 90 milhões de anos atrás. A paleontóloga ainda comparou o animal a um casuar gigante, uma ave não voadora nativa da Oceania e conhecida por sua agressividade. 
 O animal era, com quase toda a certeza, coberto de penas e, como seus parentes, possuía uma crista na cabeça e um bico poderoso e sem dentes.


O fóssil do embrião "Baby Louie" que levou a
descoberta do Beibeilong sinesi (foto: Darla Zelenitsky).


Fontes: G1
            Independent

Nenhum comentário:

Postar um comentário