sábado, 14 de março de 2015

Edafossauro

Nome: Edafossauro ( Lagarto de pavimento )
Nome Científico: Edaphosaurus pogonias
Época: Permiano
Local: América do Norte e Europa

 Os primeiros fósseis de edafossauro foram descobertos por Edward Cope no Texas em 1882. Posteriormente, outros fósseis seriam encontrados em outras partes dos Estados Unidos como no Novo México, Oklahoma e West Virginia. Alguns fragmentos de fósseis foram encontrados também na Europa, mais precisamente na Republica Tcheca, na Alemanha e algumas regiões da Europa Central.




 Apesar do nome, o edafossauro não era um dinossauro. Na verdade, ele pertence a um grupo de répteis muito mais antigos, os pelicossauros. Ele era um "parente" do Dimetrodon, que também era um pelicossauro, mantendo algumas semelhanças com ele, apesar de uma diferença vital: o edafossauro era herbívoro. Por ser herbívoro, é provável que ele se locomovesse em bandos por matas abertas e campos, além de que os registro fóssil mostra que ele era uma das presas favoritas do dimetrodon.
 Como seu "primo", o edafossauro possuía uma vela formada por vértebras alongadas e cobertas com uma pele bem irrigada com vasos sanguíneos. Em comparação com o dimetrodon, essa vela de pele era fisicamente diferente no formato, além de ter vários pequenos espinhos nas vértebras que a formavam, provavelmente usados para a defesa.
 Apesar de fisicamente diferente, a vela do edafossauro mantinha as mesmas funções: regular a temperatura corporal e, quando o sangue é bombeado para ela, criar padrões de cores vivas para intimidar adversários e conquistar parceiros para o acasalamento.
 Podia atingir até 1 metro de altura (até a cabeça) e 3,5 metros de comprimento. Também podia pesar mais de 300 quilos.

Na Cultura Popular: 

  •  O edafossauro aparece no segundo episódio do documentário Walking With Monsters: The Life Before the Dinosaurs da BBC, documentário que se concentra em mostrar a evolução dos animais que viveram antes dos dinossauros.

Galeria

 Clique nas imagens para ampliar.

A vela dorsal do edafossauro ficava com cores vivas quando o animal bombeava
sangue até ela. Os padrões formados na vela serviam tanto para intimidar predadores
quanto para atrair parceiros para a reprodução.

Herbívoro, o edafossauro vivia em rebanhos em campos e matas abertas em 
busca de alimento.



Fontes:
1. Documentário Walking With Monsters: The Life Before the Dinosaurs; BBC
2. Atlas Virtual da Pré-História
3. Dinosaursfacts. org
4. Wikipedia

Nenhum comentário:

Postar um comentário