domingo, 8 de março de 2015

Dimetrodon

Nome: Dimetrodon (Duas medidas de dentes)
Nome: Científico: Dimetrodon limbatus
Época: Permiano
Local: América do Norte e Europa

 A maioria de seus fósseis foram encontrados em Red Beds no Texas e em Oklahoma, sendo que seu primeiro fóssil foi descoberto e descrito em 1878 por Edward D. Coper. Alguns exemplares também foram descobertos na Alemanha.



 O dimetrodon foi um pelicossauro primitivo que habitou zonas áridas e bosques da América do Norte durante o Permiano. Era um predador que caçava outros répteis, como o edafossauro, podendo inclusive devorar filhotes de sua própria espécie. Era muito parecido com os lagartos atuais, locomovendo-se lentamente e balançando o corpo de um lado para o outro, apesar de poder atingir grande velocidade em uma caçada ou fuga.
 Sua característica mais marcante era sua "vela" formada por suas vértebras alongadas e cobertas por uma camada de pele. Essa vela era irrigada por vários vasos sanguíneos e tinha duas funções. A primeira era regular a temperatura corporal do animal, já que o dimetrodon poderia virá-la em direção ao Sol e o sangue aquecido iria percorrer todo o corpo. Caso ele quisesse resfriar-se era só descansar na sombra ou virar sua vela em direção ao vento. 
 O dimetrodon também era capaz de bombear sangue para esta vela, criando um grande padrão de cores que ele utilizava para atrair fêmeas e intimidar adversários.
 Chegava a 3 metros de comprimento e 1 metro de altura (até a cabeça), além de poder pesar até 250 kg. 

Na Cultura Popular:

  •  Talvez o dimetrodon seja o réptil não dinossauro mais famoso da cultura popular. Não é incomum vê-lo em diversas produções (livros, filmes, séries e jogos) envolvendo um cenário pré-histórico. O único problema é que, na grande maioria das vezes, ele é colocado convivendo com os dinossauros, fato que está cientificamente incorreto.
  •  No cinema, o dimetrodon aparece nos filmes Em Busca do Vale Encatado, Viagem ao Centro da Terra (1959) e no segmento The Rite of Spring de Fantasia, filme de vários segmentos de animação acompanhados por música clássica feito pela Disney.
  •  Na TV, o dimetrodon aparecesse no segundo episódio do documentário Walking With Monsters, no tokusatsu Dinosaur Sentai Koseidon, e na série Land of the Lost (O Elo Perdido, no Brasil) de 1974. Neste último, o dimetrodon é chamado de "Torchy" e ele cospe fogo, assim como um dragão.
  •  O dimetrodon também aparece como um animal agressivo no jogo de sobrevivência Ark: Survival Evolved. Ele também se faz presente nas histórias em quadrinhos de Jurassic Park.

Galeria

Clique nas imagens para ampliar.

Se julgasse necessário, o dimetrodon poderia bombear sangue até
sua vela dorsal, assim, criando padrões de cores vivas que serviam
tanto para intimidar adversários quanto para atrair companheiros
para o acasalamento.
















O edafossauro, outro pelicossauro, era a presa favorita do
dimetrodon.
























Como o maior predador do seu tempo, conflitos entre os próprios dimetrodons,
geralmente por território, não eram incomuns e costumavam ser extremamente
violentos.




















Fontes:
1. Enciclopédia dos Dinossauros e da Vida Pré-Histórica; Dorling Kindersley
2. Documentário Walking With Monsters: The Life Before The Dinosaurs; BBC
3. Atlas Virtual da Pré-Hstória
4. Wikipedia 

Nenhum comentário:

Postar um comentário