sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Stethacanthus

Nome: Stethacanthus (espinha no peito)
Nome Científico: Stethacanthus altonensis
Época: Devoniano
Local: Europa e América do Norte

 O stethacantus foi um pequeno tubarão que habitou os oceanos da América do Norte e Europa. Foi descoberto por John S. Newberry em 1889. Por ser um animal pequeno, ele foi capaz de deixar a marca de seu corpo na rocha, facilitando a descrição da espécie. Além dessas impressões, também foram encontrados vários dentes desse animal, principalmente na Europa.



  Os exemplares descobertos medem apenas 70 centímetros, mas é provável que esse tubarão primitivo chegasse à 2 metros de comprimento.
 Nadava em águas rasas e costeiras ( raramente aventurando-se em águas profundas ) caçando pequenos peixes, crustáceos e moluscos. Em sua época, os tubarões estavam em fase de desenvolvimento e os oceanos eram dominados por peixes placodermos, como o Dunkleosteus, e o stethacanthus estava longe do topo da cadeia alimentar.
 Diferente de outros tubarões, a barbatana do stethacanthus tinha o formato de bigorna. Existe a teoria de que apenas os machos tivessem essa barbatana. 
 Sua pele no topo da cabeça e na parte de cima de sua barbatana dorsal era áspera e tinha pequenos espinhos. Ele também tinha dois pequenos "tentáculos" na parte de baixo do corpo, apesar de não se saber para que eram usados. 
 Essa espécie migrava de um local a outro na época de reprodução com ajuda de seu corpo aerodinâmico que lhe dava grande velocidade na água.




Fontes:
Documentário Sea Monsters; BBC
Sites: Atlas Virtual da Pré-História; BBC - Science & Nature; Pre historic Wildlife; Wikipedia

Nenhum comentário:

Postar um comentário