terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Argentavis

Nome: Argentavis (ave argentina)
Nome Científico: Argentavis magnificens
Época: Mioceno
Local: América do Sul

 Uma boa quantidade fósseis desse animal foram descobertos nas regiões central e noroeste da Argentina, em 1980, pelo geólogo Kenneth Campbell e o paleontólogo Eduardo Tonni. Apesar de seu esqueleto estar incompleto e bastante danificado, eles foram capazes de calcular a envergadura do argentavis através de seu úmero: Aproximadamente 7 metros, tornando-se assim, a maior ave que já existiu.
Réplica de Argentavis magnificens em tamanho natural.

 O agentavis foi a maior ave que já existiu, alcançando até 7 metros de envergadura, 2 metros de altura e pesando 70 kg. Era uma ave de rapina, semelhante à uma águia ou, mais provavelmente, a um condor. Voava acima dos campos argentinos atrás de carcaças e animais que pudesse devorar capturar com suas garras longas e afiadas. Não era difícil para ele roubar comida de outros predadores, graças ao seu tamanho avantajado. Ele precisava comer 10 kg de carne por dia, quantidade que aumentava na época de reprodução.
 Podia atingir 60 km/h em um voo por seu território, que podia chegar até 500 km². Seu bico curvo era excelente para rasgar carne e com suas garra afiadas era capaz de carregar carcaças e pequenos animais até seu ninho. Eles podiam ter em média 1 filhote, às vezes 2, a cada 2 anos, que nasciam de ovos de 1 kg cada.

Na Cultura Popular:

  • O argentavis é um dos animais presentes no jogo de sobrevivência em primeira pessoa Ark: Survival Evolved, onde pode ser domesticado e usado como montaria.

Galeria

 Clique nas imagens para ampliar.

Argentavis magnificens tenta roubar uma carcaça da boca
de dois Thylacosmilus atrox.



Fontes:
Atlas Virtual da Pré-História; Prehistoric Wildlife; Wikipedia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário